Dietas Especiais

  • DIETA DETOX

    É uma dieta essencialmente líquida, com compostos que vão estimular a desintoxicação hepática (do fígado), eliminando líquidos, proporcionando um desinchaço corporal fazendo você se sentir leve. São realizadas 3 entregas no dia: Cafe da Manhã e Lanche da Manhã, Almoço  e Lanche da tarde, Jantar e Ceia. Podem ser feitos até 4 dias seguidos de dieta.

  • JEJUM INTERMITENTE

    Como se fala muito hoje em dia sobre jejum intermitente, resolvi escrever sobre o assunto, para esclarecer e sanar algumas dúvidas. Então, vamos lá!

    O jejum intermitente vem sendo estudado nos últimos anos. Inúmeros artigos científicos

    publicados, de 2009 até os dias atuais, avaliaram os benefícios do jejum intermitente na perdade peso, dentre outras melhoras metabólicas. Porém, aqui no Brasil, este tipo de protocolo/dieta é novidade. O JI tem como princípio básico o jejum, ou seja, não precisamos comer de 3 em 3 horas para atingir a perda de peso e redução da gordura corporal. Isso já anima muitas pessoas que realizam 3 refeições diárias e têm dificuldade de seguir dieta fracionada. Por isso é necessário pontuar:

    O JI baseia-se em momentos prolongados de jejum, seguido de refeições (pequenas ou grandes) em curto período de tempo. Existem vários protocolos:

    Ex: Dieta normal (normocalórica, com alimentos de qualidade) por 5 dias da semana e jejum total por 2, ou, diariamente jejum total de 16 horas e 8 horas para se alimentar, com dieta hipocalórica (menor que 800 calorias), etc.

    O JI está baseado numa explicação bioquímica:

    A dieta, no final, é restrita em calorias e por isso vai levar a perda de peso.

    Quando fazemos jejum prolongado, produzimos hormônios (cortisol, noradrenalina, GH) que estimularão a lipólise (quebra de gordura corporal), já que seu corpo precisará de energia para desempenhar atividades básicas diárias. Assim, a gordura corporal é reduzida, bem como seu peso total. Isso é fato! Realmente funciona! Porém, provoca cetose e JAMAIS devem ser seguidas por Diabéticos Tipo 1, com glicemia descontrolada, pois não tem a mesma resposta metabólica no jejum.

    Portanto, essa lipólise, estimulada pelo jejum, ocorrerá apenas em indivíduos normais ou nos resistentes a insulina.

    Porém, nos resistentes a insulina (obesos), esse jejum pode ser interessante. Artigos publicados em 2015, indicaram o JI (a partir de diferentes protocolos de jejum) apresentando efeitos benéficos para a saúde, como redução da gordura corporal, LDL colesterol, triglicérides e redução de uma proteína relacionada à inflamação (PCR). Porém, vários autores concluíram que mais estudos devem ser realizados, para avaliar estes mesmos benefícios, a longo prazo.

    Vamos colocar isso para minha realidade, me alimentando de 3 em 3 horas, não conseguiria iniciar amanhã este protocolo, mas seria possível, sensato e seguro realizar uma adaptação. Muito provavelmente, eu levaria uns 5 dias ou mais para conseguir chegar às 16h de jejum sem sintomas (irritabilidade, fraqueza, dores no estomago, falta de concentração, etc.) mas chegaria. E quanto tempo levaria para perder o peso que desejo? Não existem tais dados (perda de peso/tempo de jejum). Assim, acho penoso e prefiro continuar me alimentando de 3 em 3 horas, pois me sinto bem. Não gosto da ideia de ficar mais de 3 horas sem me alimentar, mesmo sabendo que, adaptada, não sentiria fome. Prefiro pegar pesado no exercício e fechar a boca, mas nem todos estão dispostos a isso. Com base nas pesquisas o JI proporciona bons resultados e pode ser estratégia de perda de peso, mas esta avaliação deve ser feita por profissional competente e atualizado. O que não pode acontecer é acessar protocolos pela internet, onde existem pessoas “orientando” como seguir o JI. E é justamente aí, onde mora o perigo.

    Nem todos estão preparados para seguir tal protocolo, diabéticos Tipo I, indivíduos com compulsão alimentar e bulímicos, todos, diagnosticados ou não, são alvos fáceis da disseminação desses protocolos de jejum e, exatamente, esses indivíduos, NÃO CONSEGUIRIAM seguir esse tipo de estratégia, podendo piorar a saúde de forma muito grave.

    Acredito que a reeducação alimentar sempre foi (comprovada por estudos antigos e atuais diversos) a única forma de corrigir o peso, a saúde e a estética corporal. Acredito que pessoas que sempre buscam por “milagres” e “vias rápidas” caem no mesmo erro, abandonam a dieta e voltam a apresentar hábitos alimentares ruins e frustrações.

    Por outro lado, indivíduos determinados, disciplinados, que possuem alimentação saudável bem estabelecida, realizam atividades físicas e buscam resultados mais rápidos, podem se beneficiar com o JI.

    O que discuto aqui não é se o protocolo JI funciona ou não. Ele funciona. A Questão é: SERÁ QUE ELE É O PROTOCOLO INDICADO PARA VOCÊ?


     Por: Christiane R. Azzolini